7 Passos Básicos para transformar seus ambientes em um espaço de paz e bem-estar

Uma sala, a sua sala de estar, ou de trabalho, enfim, uma sala em que você se sinta dono e senhor do espaço e do ambiente devem ser decoradas com elementos que te tragam paz. Sim, paz, pois esta é fundamental para o bem-estar e para a criatividade, ah, e também, muito necessária para que você possa desenvolver seus projetos, escrever seus textos, cuidar de suas crianças.

Então, vamos lá dar uma passeada nisso que a gente chama aqui de “como decorar uma sala”.
Bom, primeiro você terá que definir qual uso pretende dar à essa sua sala: será para estar com a família, ler um bom livro com tranquilidade e silêncio, trabalhar em artesanato, ou escrita, ou cozinhar (bem, no caso eu chamaria sua sala de cozinha mas, tudo é possível, você é quem decide) 
Na internet você encontrará centenas, milhares, de boas dicas, fotos chamativas, projetos mais caros ou mais baratos que te ajudem a escolher os elementos que entrarão na sua sala mas, eu quero que aconselhar aqui alguns passos básicos, e primários, que acredito que te ajudarão.
Os sete passos básicos para você decorar uma sala e transformá-la em um espaço de paz e bem-estar

 – Olhe para as paredes da sua sala: estão bem pintadas? A cor te agrada? Pense na quantidade de luz (mais luz, maior iluminação, janelas abertas, lâmpadas espalhadas ou só focos de teto, abajur direcionando a luz para a poltrona de leitura?. Como você pode perceber tem tudo a ver a cor da sala com a iluminação que esta terá, de dia e de noite. E uma boa sala a gente usa, gostosamente, em todos os horários do dia.

Então, veja se você tem na sua sala uma janela ampla que permita uma boa entrada da luz do sol. Observe a parede frontal a essa janela – se for branca, ou amarelinha, refletirá melhor a luz solar aumentando sua incidência em todos os ângulos da sala. Mas se você quiser ter uma parede de cor forte, então o ideal é você pintar assim só a parede onde estiver a janela maior, de modo a manter a luz natural na sala.
 
 – Quantas portas tem essa sala? Será que você precisa de ter portas de separação entre ambientes? Bom, caso não precise, tire algumas portas, por exemplo, aquela que dá para o corredor. Ah, e veja se a cor das portas faz um agradável contraste, ou falta dê, com a pintura das paredes. Acontece que, se você tem uma sala pequena como as que são comuns hoje em dia é melhor você integrar totalmente a cor da porta na decoração, sem contrastar, para não pesar no ambiente.
 
 – Em função do uso que você vai dar para a sala escolha seus móveis preferidos, primeiro os de maior porte, com certeza. A poltrona de leitura, no canto junto à estante de livros com um abajur que direcione a luz é o que eu escolheria primeiro já que, para mim, o “resto” gira em torno da leitura gostosa de um bom romance policial.

 – Um que outro quadro de sua preferência, sobre uma parede de cor neutra, sempre será agradável. Mas não encha sua sala, que eu estou supondo ser pequena, para não encher também a sua cabeça. Muitas coisas espalhadas não favorecem a nossa tranquilidade, muitas coisas guardadas também não e, você sabe que, muitas coisas bagunçadas indicam também a bagunça que te vai por dentro e que é super difícil de encarar. Então, meu conselho é de que você decore sua sala preferida optando por um visual mais “clean”, com uma que outra coisa que você traz de longe, na vida, como a tal poltrona, o abajur, um ou dois quadros, aquela mesinha de canto com gavetinhas, enfim, coisas que se ligam á tua história mas que não vão saturar o ambiente.

 – E o piso? Bem, eu gosto de madeira, e tapetes agradáveis ao tato pois adoro andar de pé no chão mas, veja se o seu caso não é de preferir um piso mais fácil de limpar (aspirador, pano úmido e pronto) e então, te aconselho a escolher um piso frio, cerâmico, e tapetes pequenos. Tudo é uma questão de gosto, temperatura ambiente, condição de limpeza fácil, e aí você pode escolher uma variedade de soluções boas. Ah, tenha atenção à sua rinite!

 – Janela com cortina? Não é preciso, a não ser que a janela da sua sala dê de caras com a do vizinho. Mas, se este for o caso, prefira cortinas leves, que não diminuam o tamanho do ambiente nem o abafem. Ou uma daquelas cortinas de tabuinhas, que ajudam a regular o sol que entra, caso sua janela, imensa, esteja de frente para esse enorme amigo natural que temos.

 

 – O último conselho é de que você cuide, muito mesmo, de manter a boa energia circulante nesta sua sala preferida. Para isso você pode usar um gráfico de feng shui que vai te ajudar a dispôr os elementos no ambiente mas, você também pode usar a sua intuição e “sentir” o que a sua sala requer para não manter pontos de estagnação energética – um espelhinho, um vaso de flores, pêndulos de cristal na janela – e siga, cegamente, o que ela te disser pois, sempre será o melhor para o seu caso.

 

Fonte:

 

Rolar para cima
× Como posso te ajudar?